Dataprev: edital sairá até dia 25

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), do Ministério da Previdência, aumentou de 167 para 276 a oferta de as vagas do concurso. Desse modo, serão 22 vagas para assistente (médio – R$1.108,75) e 254 para analista de tecnologia da informação (superior – R$2.882,90). Ainda haverá formação de cadastro de reserva, que poderá ser utilizado durante a validade, de dois anos, prorrogável por igual período. A escolha da organizadora ocorrerá nos próximos dias e a previsão é de que o edital seja divulgado até o próximo dia 25.

De acordo com o edital de licitação encaminhado às organizadoras de concursos, ao qual a FOLHA DIRIGIDA teve acesso, 135 vagas serão destinadas ao Estado do Rio de Janeiro e as 141 oportunidades serão distribuídas pelos estados do Acre, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal. Vale frisar que 5% das vagas de cada cargo serão reservadas aos portadores de deficiência.

Os novos funcionários deverão receber vencimentos de R$1.108,75 (médio) e R$2.882,90 (superior), já incluindo vale-alimentação de R$468, para carga de trabalho de 40 horas semanais. As vagas para analista serão para quem tiver graduação em qualquer área, bem como as específicas em Direito, Jornalismo, Informática, Ciências Contábeis, Engenharia, Estatística e Matemática, entre outras. Para concorrer ao cargo de assistente, por sua vez, será necessário possuir apenas nível médio (antigo 2º grau), sem a necessidade de cursos complementares.

A tendência é que o concurso conste das seguintes avaliações, dependendo do cargo: objetiva, discursiva e de títulos, que serão aplicadas nas capitais de todos os estados onde houver vaga. A prova de múltipla escolha deverá ser formada por questões de Conhecimentos Básicos (Português e Inglês) e Conhecimentos Específicos, que será a matéria com o maior número de perguntas.

A análise de títulos levará em conta especializações técnicas em áreas específicas, cursos de especialização (carga mínima de 360 horas), mestrado e doutorado. Embora os procedimentos para inscrição não estejam definidos, sabe-se que a taxa será de R$30 (assistente) e R$55 (analista). De acordo com a programação do órgão, a seleção deverá ser homologada em 1º de dezembro.

FONTE

Joel Lobo
joellobo.googlepages.com

»crosslinked«

Walter Cunha

O professor Walter Cunha é pós-graduado em Gerência de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Engenheiro Eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA).

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *