Prêmio: Discursiva Senado – Vencedor -> Marcio Stefani

Caros Alunos,

Segue a redação do Marcio Stefani, única submetida ao concurso, e, portanto, campeã por W.O.. Marcio, gostaria muito de agradecer sua participação e, como prometido, você ferá jus ao prêmio (SÉRIE PROVAS E CONCURSOS – REGIMENTO INTERNO DO SENADO COMENTADO ). Para recebê-lo, por favor, envie o seu endereço. Fico no aguardo!

Minha sugestão de tema: Análise dos impactos da adoção do desenvolvimento baseado em componentes nas organizações de TI.

Texto:
Desenvolver e manter sistemas corporativos apresentam um número crescente de desafios para as organizações de tecnologia da informação (TI). Aspectos relativos a segurança, qualidade e integração com outros sistemas são apenas alguns exemplos. Além disso, a medida que o software ganha maior importância nas atividades essenciais das empresas, cresce também sua participação nos custos e, consequentemente, a pressão por minimizá-los. Neste sentido, o desenvolvimento baseado em componentes surge como uma solução conveniente de reutilização dos ativos de software das organizações. De fato, seu potencial de redução de custos de desenvolvimento e manutenção de sistemas tem atraído forte apoio dos executivos de tecnologia da informação.
O desenvolvimento baseado em componentes requer adaptações no processo tradicional de desenvolvimento de software, visto que a prática de reutilização de “pedaços” de software em diversos sistemas – muitas vezes desenvolvidos em momentos bem distintos –  requer uma mudança de cultura tanto para os membros das equipes de projetos de TI como para os clientes das organizações de TI, que devem ser comunicados sobre a iniciativa de reutilização de software.
O levantamento de requisitos é a primeira atividade onde se deve tentar identificar a existência de ativos de software que possam satisfazer as necessidades de negócio. Os analistas de requisitos podem identificar componentes já existentes que possam atender plenamente parte de um novo sistema. Durante a especificação da arquitetura, as anotações de reutilização dos requisitos representarão uma entrada valiosa para o desenho do sistema contendo, ou não, componentes reutilizáveis. O projeto do sistema com detalhamento das interfaces do componentes será entrada para os programadores.  Tais especificações precisam considerar como e onde cada componente será reutilizado no novo sistema em construção. Nas atividades de teste do sistema, os componentes de mais baixo nível serão transparentes ao testador. Entretanto, as organizações necessitarão de um processo específico para teste de componentes que serão simulados quanto a funcionalidades, performance, segurança, entre outros aspectos.  Durante a implantação e manutenção do novo sitema que reutilize componentes já existentes, surge a necessidade da gestão dos componentes: onde está sendo usado cada componente ? qual versão de cada componente está sendo usada ? qual é a compatibilidade do componente com as demais partes dos sitemas onde é empregado ? quais sistemas serão impactados – e como serão impactados –  se o componente mudar ?
Certamente a reutilização de software através do desenvolvimento em componentes é um caminho sem volta em direção a um salto de produtividade e economicidade nas organizações de TI. Entretanto investimentos em capacitação de pessoal, ferramentas de gestão de componentes e adaptação do processo de desenvolvimento são elementos essenciais para o sucesso desta iniciativa.

»crosslinked«

Walter Cunha

O professor Walter Cunha é pós-graduado em Gerência de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Engenheiro Eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA).

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *