Cargos: ATRFB

Nome: Víctor Moreira de Gurjão

Órgão/Cargo: Receita Federal do Brasil (RFB) / Analista Tributário – TI

Ano de Aprovação: 2006

Lotatação: Delegacia da RFB de Sobral – CE

Formação: Sou formado em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Ceará (UFC), tenho uma especialização não concluída em Desenvolvimento de Sistema com Ênfase na Arquitetura em J2EE (falta entregar a monografia) pela Universidade de Fortaleza – Unifor.

Breve histórico de concurseiro:

  • Fiz o primeiro concurso em 2005, sem muita expectativa e fui surpreendido com o primeiro lugar no Serpro de Fortaleza.
  • Comecei então a estudar especificamente para o concurso da Receita.
  • Passei em terceiro para Técnico da Receita (hoje, Analista Tributário) na 3ª região fiscal – apesar de não ter passado para Auditor, pontuei bem, fiz mais de 190 pontos.
  • Apesar de não ter estudado especificamente para esse concurso, aproveitei o ritmo e fiz a prova do Banco Central (foi entre a prova de Auditor e a de Técnico). Fui aprovado em 77º. Fiz o curso de formação e, por motivos particulares, não fui para Brasília. Se você não tiver nenhum problema em morar lá – ou em outra sede que tenha TI-, aconselho fortemente o Banco Central!
  • Depois disso fiz apenas o concurso para Analista de SEFAZ-CE, mas não estudei quase nada e não passei.
  • Hoje voltei a estudar para a RFB. Vou tentar uma vaguinha para Auditor :-)

Atividade Diária: O ambiente de trabalho aqui é muito bom! Não realizo atividades de programação ou análise de sistemas, meu trabalho é muito mais gerencial. Quem é “micreiro” e não gosta de trabalho burocrático tem que ir para Brasília ou ficar nas Superintendências… mesmo assim, não é garantido que trabalhará com tecnologia de ponta. Estou contente com o que faço (cadastramento, gerenciamento de serviços de tecnologia e de problemas que tangenciam tecnologia… muitos problemas!), mas pretendo fazer bem mais.

Áreas de Atuação: Basicamente trabalho com cadastramento em sistemas, gerenciamento do correio eletrônico, gerenciamento de serviços prestados pelos terceirizados do Serpro, resposta de ofícios ao judiciário, trabalho de malha ITR, Pessoa Física e Jurídica (apenas em nível primário – de preenchimento -, o bom mesmo fica com a fiscalização). Na verdade sou um típico bombeiro: sempre que há qualquer problema que envolva tecnologia eu sou chamado. O trabalho não é tão interessante/desafiador. Muitos dos problemas são estruturais, muitas vezes não tenho como corrigir… é tudo muito ligado a tomada de decisões, a ligar para as pessoas certas e a cobrar atitudes.

Principais Projetos em Andamento: Estamos trabalhando para reestruturar a rede das agências e o restante é mais ligado à manutenção do que já está funcionando e aos trabalhos já relatados acima. Sou o único ATRFB de TI da minha delegacia e hoje temos cerca de 70 usuários. Fica bem difícil “inovar” nessas condições.

Possibilidade Viagens: Baixíssima! Resume-se a alguns treinamentos e uma ou duas reuniões anuais de chefes de TI, normalmente se vai para o mesmo lugar, a superintendência correspondente (no meu caso é Fortaleza). No mais, tem-se que fazer pequenas viagens para as agências de sua jurisdição. Quem está nos grandes centros (superintendências) tem mais oportunidades.

Atualização: Mais uma vez vale a observação de que quem está em delegacias pequenas praticamente não consegue nada. Aqui eu tomei a iniciativa de realizar aulas de nivelamento de conhecimento com o pessoal do Serpro e o estagiário. É bom para mudar a rotina e para atualizar os conhecimentos, tanto ministro como participo na qualidade de aluno.

Dicas para Aprovação: Difícil de dizer. Acho que cada um entende o próprio ritmo e sabe qual é a melhor forma de estudar. Só posso sugerir que você se organize e tente dividir bem o tempo de estudo. O ideal é poder vibrar com a chegada do edital e não entrar em desespero porque ainda tem muita matéria ainda desconhecida ou não estudada devidamente. Outra coisa: fique de olho no tempo da prova, saiba pular questões que estão consumindo muito tempo.

Mensagem de Incentivo aos candidatos: Ser ATRFB é muito bom! Eu tenho a sensação de ser bem remunerado (a não ser que a sua cidade tenha um custo de vida altíssimo, a grana é boa sim). Saiu o novo plano de cargos com um aumento substancial! Para quem está começando é ótimo! Acho um excelente passo para ter tranqüilidade e busca um lugar melhor ainda ao sol (um cargo de Auditor da RFB, Analista do Bacen, CGU etc). Boa sorte, moçada! Mas não confiem só na sorte, portanto: bons estudos e boa sorte!

»crosslinked«

3 Comentários

  1. Bah, parabens em seu primeiro concurso já passar ……..
    O do banco central deveria ser bom, quanto pagavam você sabe me informar ?
    Boa sorte em seus estudos para a RFB…..

  2. Víctor Gurjão

    Grato! Não sei informar. Pelo que vejo nos últimos concursos (não só da RFB) a tendência é termos mais vagas de TI. Há, certamente, a necessidade para o órgão – principalmente nas delegacias menores. Houve, ainda, um rumor de que toda a área meio – TI e logística – iria para outro órgão, mas me parece inviável e sem fundamento… Acho que você deveria aguardar sem parar de estudar. :-)

  3. Andre

    Victor,

    Parabéns pelo post. Você sabe informar se teremos vagas para TI no próximo concurso ?

Deixe uma resposta