Sobre Provas Objetivas e Subjetivas

Galera, gostaria de compartilhar com vocês uma dúvida interessante: como a organizadora escolhe as questões de uma prova objetiva e um tema de uma prova subjetiva de TI.

Recentemente, um colega do TIMasters fez a seguinte pergunta no fórum:

Olá Walter! Td bem?

Você tem algum artigo que trata dos principais estilos de provas discursivas para a area de analista de sistemas.
Acredito que cada banca examinadora adote um perfil de abordagem para prova discursiva. Mas ainda não encontrei nada de concreto que confirme o perfil adotado por cada banca.

Pelo que tenho observado a cespe por exemplo adora questões relacionadas à Governança de TI… CMMI… Processos de qualidade…

Vc tem alguma experiencia nessa questão?

Gleidson Sá Barreto

A pergunta foi para o Walter, porém me atrevi a responder o seguinte:

Gleidson, o e-mail é para o Walter, mas me proponho em oferecer minha opinião.

O que se pede nas provas objetivas e subjetivas não é à critério da organizadora e sim do perfil que o órgão que a contratou precisa.

Exemplo: o STF precisa de analistas com forte conhecimentos em SQL Server e então sugere algumas questões de BD, SGBD e SQL Server para selecionar candidatos aptos a serem incorporados ao órgão. Não há como a organizadora jogar um número maior de questões de MySQL, pois o perfil que o STF procura é o de profissionais especializados em SQL Server.

Outros exemplos:
– Prova subjetiva do TRE/TO pediu Processo Unificado;
– A do STF (Analista de Sistemas) pediu sobre Planejamento Estratégico de TI;
– A do STJ sobre RUP;
– As do TCU (Analista de TI) pedem sobre Governança (muita governança mesmo) com uma mescla com RUP.

Se vc for pesquisar, há a necessidade do órgão atrás de cada escolha de tema de redação para TI.

E como vamos estudar ou escolher um tema se nem sabemos o perfil que o órgão quer? Infelizmente não tem como saber se vc não conhece ninguém de dentro. O jeito é tentar pegar o edital e sair tentando fazer rabiscos de alguns pontos interessantes como Governança, RUP, Planejamento Estratégico, etc. Claro, se o edital solicitar esses assuntos.

O jeito é estudar e treinar a escrita fazendo redações de provas anteriores ou fazendo resumos sobre o que vc entendeu sobre o assunto.

[]s

Acrescento que também há a possibilidade da organizadora não possuir profissionais que possam elaborar questões cujo órgão necessita ou poder corrigir as redações do tema escolhido de acordo com o perfil dos profissionais procurados. Então nessa situação entra, acredito eu, uma negociação de questões e temas mais próximos possível do que o órgão contratante espera e que possam está no rol de conhecimentos da galera da organizadora.

Espero ter ajudado.

Até semana que vem irei postar uma nova redação da prova do STF para Analistas de Sistemas.

[]s e até a próxima!

_________________
Rogério Araújo
Gmail: [email protected]
Skype: rgildoaraujo
Paltalk: rgildoaraujo (Sala Analistas de Sistemas)

O trabalho árduo e a disciplina são os meios mais rápidos de alcançar meus objetivos!!!
Eu posso, eu consigo! Eu acredito em mim!

»crosslinked«

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *