Cargos: PRF

Nome: José Fábio Sousa Barros  

Órgão/Cargo: DPRF-MJ/Policial Rodoviária Federal  

Ano de Aprovação: 2004  

Lotação: 16a. Sup. da PRF, Fortaleza-Ce.  

Breve histórico de concurseiro:

Formado em Engenharia da Computação pelo ITA, resolvi voltar à terra natal (Fortaleza-Ce) depois de ter trabalhado em uma multinacional.
Apesar de estar em casa, o mercado de TI no Nordeste ainda é limitado se comparado com outras áreas como no sudeste ou no exterior. No curto período em que trabalhei aqui , não consegui encontrar o emprego certo em termos financeiros, porte de empresa, estabilidade entre outros itens. A carreira pública apareceu como uma oportunidade atrativa, com a possibilidade de ficar em casa, fazendo o que gosto, com um salário um pouco melhor, sem aquelas noites em claro  típicas de final de projeto, tão conhecidas  para quem trabalha com TI no mercado privado e principalmente, com estabilidade.

O primeiro concurso em vista foi o da PRF em 10/01/2004. Três meses antes da prova vi o edital com 2200 vagas e decidi de pronto largar um mestrado recém iniciado e estudar para  uma daquelas vagas. Com certeza fiz a escolha certa. 

Atividade Diária:

No momento estou cursando o sexto semestre do curso de Direito na UFC, por isso tenho horário especial. Das 7:00h às 11:00h, tenho aula na faculdade. Assim, chego no trabalho às 11:20h, cumprindo um expediente único até às 19:20h.

O ambiente de trabalho é o melhor possível. Tive a oportunidade de ser alocado no núcleo de informática da PRF em Fortaleza, responsável, juntamente com Brasília pelo desenvolvimento de diversos projetos de softwares utilizados na atividade policial em nível nacional.

A minha atividade diária é desenvolvimento de software, utilizando tecnologias JAVA (J2ME principalmente, JSF, EJB3 etc).

Áreas de Atuação:

Trabalho essencialmente com o desenvolvimento de aplicações baseadas em tecnologia Java.

 Principais Projetos em Andamento:

O principal projeto que venho desenvolvendo, juntamente com um colega de Vitória-ES, é um sistema eletrônico de multas para PDAs, onde o PRF, desde que esteja em local com cobertura para celular, pode fazer consultas de veículos com restrições de roubo, irregularidades diversas, condutores com mandado de prisão em aberto etc. Além disso, o sistema permite que o PRF processe a multa de forma on-line, economizando tempo no trâmite administrativo. O sistema opera on-line com os CPDs de Fortaleza e Brasília. Isso vem trazendo um ganho relevante no trabalho policial e já está implantado em diversos estados.

Mais detalhes…

Esse projeto será, em pouco tempo, otimizado para também conter dados on-line de localização (geoprocessamento) de viaturas, acidentes e ocorrências policiais diversas em toda a malha de BR do país.

Possibilidade Viagens:

São constantes as viagens para Brasília, pois de lá partem as decisões sobre novos projetos, alocação de recursos, planos de implantação etc.

Também existem reuniões esporádicas dos diversos núcleos da PRF, contando com a participação de PRFs de todos os estados para discussão de novas necessidades tecnológicas, necessidades estas que os PRFs encontram na atividade fim, trabalhando nas BRs. Esses encontros são marcados em cidades diferentes, pelo menos duas vezes a cada ano.

Atualização:

Os cursos na nossa atividade são internos, contratados via licitação, ministrados por empresas de ensino na área de TI, voltados diretamente para a área do projeto a ser desenvolvido. Recentemente concluímos vários módulos de JAVA (Java programmer, web developing , padrões Java e PMBOK).

Embora esteja trabalhando na atividade meio, vale lembrar que todos os cursos relacionados às atividades essencialmente policiais estão disponíveis para todos os PRF.


Dicas para a Aprovação

O concurso da PRF não é um concurso de TI. O fato de eu estar trabalhando com TI se deve a uma conjunção de fatores como interesse pessoal, perfil dentro da necessidade da corporação e um pouco de loby.

O concurso da PRF enfoca o conhecimento em direito penal, processual penal e legislação de trânsito. Essas são as principais matérias a serem exploradas pelos candidatos.

Atenção: foi aprovada recentemente a MP 431 que elevou para nível superior o grau de investidura no concurso da PRF. Com isso deverão aparecer novidades no próximo edital. O ideal seria o candidato se basear nas matérias contidas no concurso da PF para o cargo de agente, juntamente com a legislação de trânsito.

 

 

»crosslinked«

Deixe uma resposta