Cargos: Analista SERPRO

Nome: Arthur Meira de Oliveira

Órgão/Cargo: SERPRO/Analista – Desenvolvimento de Sistemas

Ano de Aprovação: 2004

Lotação: SUNAC/Fortaleza/CE

Breve histórico de concurseiro: Em 1992, terminei minha graduação no curso de computação da UFC. Desde a formatura trabalhei na iniciativa privada. Iniciei seriamente a vida dos concurseiro em 2003 e o concurso do Serpro foi o primeiro em que eu passei e onde estou até hoje. Passei também, na mesma época, para Analista de Sistemas da UFC, mas não assumi. Continuo fazendo algumas provas desde 2005, mas com mais seriedade desde 2007 em diferentes áreas e especialidades.

Atividade Diária: Trabalho 8 horas diárias, 40 horas por semana e o horário, em alguns casos, é flexível
e pode ser negociado com a chefia. O Serpro possui um processo de desenvolvimento baseado no RUP e no CMMI. Algumas superintendências são certificadas no CMMI. Já trabalhei em várias atividades do processo, com várias linguagens de programação, tanto em Grande Porte como em plataforma baixa. Também já tive a oportunidade de substituir alguns dos meus líderes de projeto. Em alguns casos fazemos também atendimento a clientes. A atividade diária está diretamente ligada a que projetos e em que fases eles se encontram. As possibilidades são variadas dentro das atividades previstas no processo.

Áreas de Atuação: O Serpro é uma empresa pública do Ministério da Fazenda e atende a vários órgãos inclusive de outros ministérios. Os principais são a Secretaria da Receita Federal do Brasil e a Secretaria do Tesouro Nacional. Como o SERPRO é uma empresa com mais de 40 anos, possui sistemas em várias tecnologias e que devem ser mantidos e/ou evoluídos. O campo de atuação do Serpro vem aumentando bastante desde que ele saiu do OGU. Quem entra lá, como novo concursado deve, preparar um mini-currículo que é avaliado e propicia que se aloquem as pessoas em áreas de maior familiaridade dentro do cargo.

Principais Projetos em Andamento: Estou na equipe do Sistema de Gerenciamento de Auditorias, desenvolvido em .NET com banco de dados Oracle para a Intranet da RFB.

Possibilidade Viagens: Desde que passei a constituir a equipe do SERPRO, viajei cinco vezes. A freqüência de viagens vai depender da área em que se está lotado e em que projeto se está envolvido.

Atualização: São freqüentes os cursos internos, tanto no processo do SERPRO, quanto nas ferramentas de trabalho. Os cursos externos são mais raros. Existe uma universidade virtual, com cursos em várias áreas e com vários níveis, que podem ser feitos por EaD. Há incentivo, principalmente na área de atuação do empregado, para a graduação e para a pós-graduação que geralmente pode significar dispensa de horário. Mas nem todos conseguem, pois é necessário participar de seleção com número restrito de vagas. Não existe compensação salarial, pela formação de pós-graduação. É possível o incentivo de pagamento de curso e/ou prova de certificações como PMP, CFPS, Java, entre outras.

Dicas para Aprovação: Fiz minha preparação resolvendo provas anteriores, inclusive a prova do SERPRO de 2001 feita pela ESAF, e estudando por alguns livros específicos para concursos – Português, pelo livro Questões com Gabaritos Comentados – CESPE/UnB do José Almir Fontella Dornelles, Inglês cursei na Casa de Cultura na UFC, Raciocínio Lógico, pelo livro Questões com Gabaritos Comentados – ESAF e CESPE/UnB do Rui Santos Paes, Estatística, pelo livro Estatística – Provas Comentadas da ESAF do Pedro Bello e Conhecimentos Específicos por alguns livros antigos da graduação e principalmente pesquisando na Internet.

Mensagem de Incentivo aos candidatos: No Serpro você vai poder ter contato com várias ferramentas e linguagens de programação, vai ter treinamentos que vão enriquecer o seu currículo, vai ter um ótimo ambiente de trabalho com computadores, de configurações atualizadas em relação às recentes tecnologias. E ainda, com o novo plano de cargos e salários, o salário inicial se tornou mais competitivo com o da iniciativa privada. A progressão funcional se dará através de avaliações anuais e de cumprimento de metas.

»crosslinked«

Walter Cunha

O professor Walter Cunha é pós-graduado em Gerência de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Engenheiro Eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA).

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. Angelo disse:

    Olá Arthur, muito bom este seu post, dá uma visão mais clara sobre o processo de trabalho do SERPRO. Parabéns!

    Estou pensando em me submeter ao próximo processo seletivo da instituição (não sei quando ocorrerá) para o cargo de analista desenvolvedor.

    Vc poderia me informar, em termos salariais, como andam os proventos do SERPRO atualmente (2012) para este cargo e função?

    Obrigado pela atenção.

    Angelo. 

  2. Maurício disse:

    Essa FCT vai existir para os novos funcionários?
    Ouvi dizer que não vai mais ter.
     

    • Arthur disse:

      Maurício,
      A partir do quarto mês é recebida a FCT. Os três primeiros meses são de experiência.
      Não sei nada quanto a FCT acabar. Talvez alguém que ainda esteja trabalhando lá possa lhe informar.
      Abraços.

  3. David Feitosa disse:

    Eu tb trabalho lá. O salário sobe um pouco com o tempo, mas não espere saltos. É gradual. Se você conseguir um cargo de chefia pode ter uma gratificação maior.

  4. Alexandre disse:

    Olá Arthur boa tarde ….

    Estive lendo seu testemunho com relação ao trabalho no SERPRO .
    Eu atualmente trabalho na IBM e estou pensando na possibilidade de prestar este concurso de Maio para o SERPRO para Administração de Serviços de Informática, entretanto e acredito que isso também pode ter ocorrido contigo , reside uma dúvida com relação viabilidade econômica de se trocar uma carreira numa empresa como a IBM por um cargo público no SERPRO , uma vez que o salário da vaga em questão é um pouco abaixo do meu atual , em suma …
    Este salario divulgado no edital representa 100% dos ganhos para quem entra ? Ou , existem outros atributos que são adicionados ao salário , ou ainda ,  após o período inicial de experiência , este salario sobe?
    Por favor ficaria imensamente agradecido caso me responda .

    Att..
    Alexandre Francisco da Silva

    • Arthur disse:

      Olá Alexandre,
      O salário do edital corresponde ao salário base + gratificação profissional (7% do salário base). Durante os três primeiros meses (período de experiência) esse é o salário bruto. Lembre que o regime do Serpro por ser empresa pública é CLT. Depois desse período pode ser pago uma comissão chamada de FCT que varia de 0% a 60% do salário base. Isso vai depender de que projetos você partipe e de que regional você trabalhe. Em média, para novatos, pode ficar em torno de 17%. Tem também o adicional por tempo de serviço (1% pra cada ano), vale refeição (aproximadamente R$500,00), plano de saúde e de previdência com reciprocidade. Lá existe um plano de cargos e salários com previsão de progressão na carreira anualmente por mérito. Acho que por volta de 2,5% a 5%.
      Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *