Recrutamento de Novos Comentaristas de Provas e o dilema MeRcenas x Mecenas

Caros Alunos,

Como é sabido, eu e Jaime não temos tido condições de atender a todos os pedidos de provas comentadas, na realidade, a quase nenhum, pois falta-nos fôlego para tocarmos a produção sozinhos.

Experimentamos, então, uma parceria com um de nossos alunos mais interessados e esta vem dando muito certo.

O referido aluno pegou uma prova de um concursos para o qual ele tinha facilidade (justamente por conta de seus estudos), a comentou (com maestria, diga-se de passagem), e a submeteu à nossa apreciação.

Nós então
a revisamos, tiramos suas dúvidas, demos várias dicas de precisão técnica (olha a discursiva… 🙂 ) e, por fim, a colocamos em nossa plataforma de vendas (consolidada ao longo desse tempo), a qual envolve a loja, a solução de pagamento e a divulgação na WEB.

Ele tem reiterado que a ação de comentar a prova está servindo mais para fixação dos conceitos necessários para o concurso, do que propriamente pela grana, dada sua condição atual. De qualquer forma, ele já poderá contar esse mês com um reforço para compra de mais bibliografias e/ou tudo mais que o ajude na busca por seu objetivo (pagamento de inscrição, passagens, etc). Um escambo mais do que justo com a comunidade.

Fora isso, não sei se ele está se dando conta do real benefício que ele está proporcionando aos outros concurseiros ao disponibilizar um material denso, focado e de qualidade para a nossa área tão carente. E olha que eu já ouvi muitas vezes falarem que os poucos professores de TI eram frouxos, porque não se arriscavam a encarar a prova da PF. Eis que enfim apareceu um macho. 🙂

Básico, que já se insurgiu a galera do MMLo (Movimento do Material Livre dos outros – é claro) taxando o nosso colega de “Mercenas”. A esses, torno a convidá-los a mostrar a beleza de seu mundo e a produzir um material do mesmo nível e disponibilizar de graça aqui na lista, como exigem dos outros. Estamos de portas abertas e nós todos iríamos adorar. Já tenho até alguns pedidos prontos. Para quem eu devo mandá-los? 🙂

Ou melhor, a todos, façam o simples teste do “quero disponibilizar…” x “quero receber…” em qualquer lista ou fórum. Preciso nem de dizer vão aparecer 1 bilhão de “manda para mim” x “…”, respectivamente. Sou concuseiro antiiiiiiiiiiiiiiiigo, posso assegurar que é assim. As listas são muito boas para tirar dúvidas pontuais e trocar idéias, mas, material denso, ninguém se predispõe a produzir, ainda mais na fé e para todos, até mesmo por uma questão de competitividade. Na Arca de Noé não cabe todo mundo, principalmente aqueles que só querem comer.

Ainda, já me falaram que professor fulano de tal disponibiliza o material “de graça”, que não tem esse negócio de vender. Bom, pelo que eu me lembre, corrijam-me se eu estiver enganado, quando dou aula presencialtambém , o material segue “de graça” para os meus alunos.  E assim também o será quando eu começar meu projeto no EVP. Não vi contraponto algum no exemplo.

Face ao exposto, o mais importante, estendo àqueles que têm tempo e não tem grana, ou simplesmente não tem grana :), o convite para se juntar a nós nesse modelo e tentar alavancar a produção de material focado de TI até que um dia esse mercado se torne profissional.

Não se preocupem em ser taxados de “MeRcenas” por alguns, pois garanto que aqueles que realmente interessam vão saudá-lo como um Mecenas. 🙂

Antes que alguém pergunte, o aluno é o Juliano Ramalho e o material é a Prova de PCF03 2001. E a de 2004 já está vindo por aí.

Ajude a manter o Blog! Inicie sempre suas compras de materiais por meio de um dos links Submarino disponíveis no mesmo.

Bons Estudos!

Walter Cunha
Blog: http://waltercunha.com/blog/

»crosslinked«

Walter Cunha

O professor Walter Cunha é pós-graduado em Gerência de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Engenheiro Eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA).

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *