Dificuldade para estudar matérias jurídicas

Algumas dicas bem interessantes as quais eu encontrei no blog concurseiro solitário (muito bom por sinal).

Abraços,

Wiler Coelho

Fonte: http://concurseirosolitario.blogspot.com/2009/02/dificuldade-para-estudar-materias.html

Dificuldade para estudar matérias jurídicas

Postado por Concurseiro Solitario |
“Amigos do Concurseiro Solitário, estou mandando esse email para pedir socorro. Comecei a estudar para concursos públicos faz apenas dois meses e estou tendo muita dificuldade para estudar as matérias jurídicas. Sou formada em Letras e nunca tive contato com essas matérias, que são cheias de palavras complicadas, têm uma forma de organização muito própria. Vocês poderiam me dar algumas dicas de como estudar corretamente essas matérias?”

Realmente para quem nunca estudou alguma matéria jurídica na vida, encarar os bons companheiros do concurseiro que são o Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito penal e tantos outros direitos, o osso é duro de roer, muito duro.

Eu mesmo, antes de começar a estudar para concursos públicos, tive apenas um contato muito superficial com essas matérias quando na faculdade tive um semestre de Introdução do Direito, que, sinceramente, não ensinou praticamente nada de útil … pelo menos que me lembre.

No começo dos estudos para concursos públicos tive minha cota de dificuldade para lidar com o estudo das matérias jurídicas, me acostumar com o linguajar com cara de ultrapassado, com o jargão um tanto afetado, com a organização aparentemente confusa de artigos, incisos e tal.

O pior, algo com que demorei a acostumar, é a constante modificação das leis. Graças ao bom Deus recebi bons conselhos no início da minha luta e um deles foi para colher as leis direito do website do Palácio do Planalto, onde todas estão sempre fresquinhas como pão francês recém saído do forno da padaria da esquina.

Hoje já estou acostumado a estudas com essas matérias e as estudo como qualquer outra matéria, mas isso demandou um bom tempo de adaptação, não só necessário, como também inevitável. Ou seja, todos que não são formados em direito (e por incrível que pareça até alguns formados na carreira) precisam ter paciência para passar por esse período de adaptação.

No estudo de matérias jurídicas para concurseiros iniciantes, considero três conselhos fundamentais:

1º – Leia tudo com cuidado e atenção lentamente. Note são três quesitos que devem andar de juntos de mãos dadas … cuidado + atenção + lentamente. Assim você garantirá as melhores condições para entender o que é colocado e evitará não entender nada ou, pior, entender algo errado.

2º – Sempre tenha um bom dicionário de língua portuguesa à mão. Só assim você poderá entender as palavras mais complicadas e pouco usuais, que são comuns e constantes nas matérias jurídicas. Vale muito a pena investir na compra de um bom dicionário, que pode ser em papel ou digital (instalado no computador).

3º – Sempre que puder, estude usando leis comentadas. Nesse tipo de material, as leis são comentadas por um autor do ramo jurídico artigo por artigo, facilitando o entendimento e, principalmente, pegar o jeito do que uma lei quer dizer em palavras comuns do dia-a-dia. Nesse caso, claro, sempre deve-se ter muito cuidado com os artigos, parágrafos e incisos que estão desatualizados, para tanto basta ter uma versão atual da lei e ir comprando os itens antes de estudar.

Resumo da ópera – Paciência, meus amigos, é um dos ingredientes mais importantes para o concurseiro sério em sua luta pela vitória em concursos públicos. Precisamos ter paciência para aprender a como estudar com eficiência, a como estudar algumas matérias, a como continuar estudando apesar das derrotas. E será a paciência que nos coroará com a vitória.

Charles Dias é o Concurseiro Solitário.
IMPORTANTE – Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

»crosslinked«

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *