Dicas Bibliográficas de Segurança da Informação

Walter Cunha

O professor Walter Cunha é pós-graduado em Gerência de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Engenheiro Eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA).

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Mario disse:

    Lincoln, os nomes são Pedro Rezende e Bordim. Tava fácil de adivinhar.

  2. Lincoln Martins disse:

    Olá galera.
    Admiro mto o esforço do estimado Prof. Walter Cunha em fazer levantamentos bibliográficos e tentar elucidar qual tipo de material é mais adequado.
    No entanto, da minha experiência de  UnB, venho dizer o seguinte: as provas são extremamente influenciadas pela PERSONALIDADE do examinador. O q eu quero dizer? Quero dizer q, dependendo do professor da banca, a prova terá uma cara completamente diferente.
    Vamos a algumas hipóteses:
    1) A parte de Criptografia do TCU 2007 estava escrita de forma rebuscada, o q sugere q pode ter sido o Prof. %$%$%$ o elaborador da mesma.
    2) A redação da prova de Analista de Redes do STF (isso aquela mesma em q reprovaram 70% dos aprovados) pode ter sido elaborada pelo Prof.  &$&%. Pq eu acho isso?
    -> Simples,  as provas de redes normalmente são elaboradas pelo CIC e não pelo ENE.
    A) Fator comprobatório: a prova de analista do TSE tinha até registro de DNS do CIC-UnB. É mole?!
    -> Só há 2 professores de redes do CIC. E o único q  “se considera especialista em wireless” é o rapaz citado.
    Considero o Stallings de Segurança um bom livro. É o mais didático e completo. No entanto, não é este o livro q o examinador da parte de segurança usa.Ele não vai te ajudar a responder questões como:
    “(STJ 07) O OAEP é CCA2 devido às propriedades algébricas do RSA.”
    “(TST 07) Não se recomenda usar CBC em mensagens com baixa entropia.”
    Tbm não vai te AJUDAR A RESPONDER QUESTÕES SOBRE BUFFER-OVERFLOW!!!
    Tenho uma suspeita de quem elaborou as questões acima, mas não vou citar mais nomes.
    Só posso dizer o seguinte: os examinadores não estão preocupados em seguir de forma eqüitativa e organizada o conteúdo do edital. Não estão preocupados em distribuir de forma inteligente o nível de dificuldade da prova. Tbm não estão preocupados quais são os livros mais difundidos do assunto. Estão preocupados em mostrar uma falsa erudição e aproveitar este poder q lhe é conferido pelo Cespe: JULGAR O ESFORÇO ÁRDUO DE MELHORES PROFISSIONAIS E SERES-HUMANOS DO Q ELES JAMAIS FORAM OU SERÃO.
    O Stallings é fichinha perto dos livros de cabeceira dos caras.
    PS: Antes de postar o cmt (em tom de desabafo), eu resolvi omitir o nome dos professores, pois como são hipóteses (ainda q tenha quase 100% de certeza), não seria adequado citar o nome dos mancebos. Mas, quem, assim como eu, estudou no CIC-UnB, saber exatamente quem são estes professores. 1) O primeiro tá fácil, é o “especialista em cripto do CIC”. 2) O segundo tbm, é o “especialista em wireless do CIC”.
    Agradeço o canal e peço desculpas se me excedi, mas acho q todos tem o direito de saber algumas coisas.
     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *