Gerenciamento de Projetos – Conduzindo o Barco

Olá futuros servidores!

Ao ler os novos editais e os do passado de alguns concursos,  percebemos o quanto o conteúdo de Gerenciamento de Projetos tem caido nas provas! Assim resolvi colocar aqui alguns posts a respeito. Destaco que este material não subistitui a leitura clássica do PMBOK, mas visa torná-la mais palatável ok?
Portanto pensem no assunto como um barco em alto mar! Você é o capitão, precisa guiar o barco de tal forma que não bata contra as rochas e venha afundar. Projetos são como um barco na imensidão das possibilidades de caminhos! Depende de uma boa gestão levá-lo em segurança ao seu destino. Assim vamos começar pelos conceitos chaves e seguir na descoberta desta trajetória da Gerência de Projetos.

Estes conceitos são basicamente o que temos nas bibliografias clássicas do assunto:

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Um Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de  Projetos (Guia PMBOK). Terceira Edição. Newton Square, PA, EUA: 2004;

. HELDMAN, Kim. Gerência de Projetos. PMP Project Management Professional. Guia para o ExameOficial do PMI. 3ª. edição revista e atualizada. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

Post I

Conceitos-Chave

• Projeto: esforço temporário empreendido para criar um produto ou serviço único;

• Operações: trabalhos contínuos e repetitivos;

Ambos são:

• Realizados por pessoas;

• Possuem restrições de recursos;

Devem ser planejados, executados e controlados;

• Características-chave de projetos:

• Temporário;
• Produtos, serviços ou resultados exclusivos;
• Restrição tripla: custo, prazo e escopo (ou qualidade);
• Elaboração progressiva: desenvolvimento gradativo do produto do projeto, em que as características do produto ou serviço do projeto vão sendo determinadas pouco a pouco e passam por um refinamento e elaboração contínuos no decorrer do projeto;

ATENÇÃO! Não confundir elaboração progressiva com aumento de escopo (o produto se transforma, mas o escopo permanece constante), ficou claro?

Quando ocorre o fim de um projeto? (o barco pode encalhar, ou virar…ou chegar ao porto seguro!!)
• Objetivos atingidos;
• Constata-se que os objetivos não poderão mais ser atingidos;
• A razão de ser de o projeto cessar de existir.

Processos de Iniciação

• Elaboração do Termo de Abertura do Projeto(TAP):

  • Cliente externo ao projeto é quem o emite;
  • Autoriza formalmente o projeto, ligando-o ao trabalho em andamento;
  • Designa o gerente do projeto;

• Estudos de viabilidade podem anteceder a criação do Termo de Abertura do Projeto, podem ser considerados como uma fase do ciclo de vida do projeto, ou podem ser projetos separados, anteriores à abertura formal do projeto em questão;

A Declaração do Trabalho contém, normalmente:

  • A necessidade de negócios;
  • A descrição do escopo do produto;
  • Plano estratégico da organização;

Fatores Ambientais da empresa:

Ativos de processos organizacionais:

  • Processos e procedimentos da organização:
  • Processos organizacionais padrão;
  • Diretrizes padronizadas, instruções de trabalho, critérios de avaliação de propostas e critérios de medição de desempenho;
  • Modelos;
  • Diretrizes e critérios para adequação do conjunto de processos padrão da organização para satisfazer às necessidades específicas do projeto;
  • Requisitos ou diretrizes para o encerramento do projeto;
  • Procedimentos de controles financeiros;
  • Procedimentos de gerenciamento de problemas e defeitos;
  • Procedimentos de controle de mudanças;
  • Procedimentos de controle de riscos;
  • Procedimentos para aprovar e emitir autorizações do trabalho;

Bases de conhecimento corporativo:

  • Banco de dados de medição de processos;
  • Arquivos do projeto;
  • Base de conhecimento de informações históricas e lições aprendidas;
  • Banco de dados de gerenciamento de problemas e defeitos;
  • Base de conhecimento de gerenciamento de configuração;
  • Banco de dados financeiro;

Métodos de seleção de projetos:

  • Métodos de medição de benefícios (Abordagem comparativa):
  • BCR – Business / Cost Ratio (Análise de Benefício / Custo);
  • Modelos econômicos;
  • Modelos de pontuação;
  • Abordagens comparativas;

Modelos matemáticos (Métodos de otimização de restrições – Constrained Optimization Methods):

• Metodologia de gerenciamento de projetos:

define um conjunto de grupos de processos de gerenciamento de projetos, seus processos relacionados e as funções de controle relacionadas que são consolidadas e combinadas para formar um todo unificado funcional; sistema de práticas, técnicas, procedimentos e regras usado pelas pessoas que trabalham em uma disciplina;

• Premissas:  fatores assumidos como verdade, devendo ser confirmados o mais rápido  possível, e validadas regularmente;

• Restrições: limitam as opções da equipe do projeto (prazo, cronograma,orçamentárias, recursos, qualidade, tecnológicas, administrativas, legais,governamentais, ambientais, etc.);

• Objetivos:  critérios quantificáveis utilizados para mensurar o êxito do projeto. SMART  (Specific, Mensurable, Accurate, Realistic, Time bound);

• Entregas:  resultados mensuráveis ou itens específicos que devem ser produzidos para que o projeto seja considerado finalizado;

Requisitos: condições ou especificações que as entregas devem satisfazer;

• O Termo de Abertura do Projeto pode conter:

  • Título e descrição do projeto;
  • Designação do gerente do projeto;
  • Necessidade de negócio que originou o projeto;
  • Objetivo ou justificativa do projeto;
  • Recursos pré-alocados ao projeto;
  • Identificação das entregas e produtos do projeto;
  • Identificação das partes interessadas;
  • Premissas e restrições;
  • Cronograma macro;
  • Orçamento sumarizado;

• A Declaração do Escopo Preliminar do Projeto pode conter:

  • Objetivos do produto e do projeto;
    Características e requisitos do produto ou serviço;
    Critérios de aceitação do produto;
    Limites do projeto (incluindo exclusões);
    Entregas e requisitos do projeto;
    Restrições e premissas do projeto;
    Organização inicial do projeto;
    Riscos iniciais definidos;
    Marcos do cronograma;
    Estrutura Analítica do Projeto (EAP) inicial;
    Estimativa aproximada de custos;
    Requisitos de gerenciamento de configuração do projeto;
    Requisitos de aprovação;

Os processos da área de conhecimento Integração, via de regra, contêm as seguintes ferramentas e técnicas:

  • Metodologia de Gerenciamento de projetos – em TODOS os processos de Integração;
  • Sistema de Informações de Gerenciamento de projetos – em TODOS os processos de Integração;
  • Opinião Especializada – Em todos, MENOS no processo “Orientar e Gerenciar a
  • Execução do projeto” (faz sentido, certo?);
  • Métodos de Seleção de projetos – APENAS no processo “Desenvolver o Termo de Abertura do Projeto” (faz sentido, certo?);
  • Gerenciamento do Valor Agregado – APENAS no processo “Monitorar e Controlar Trabalho do Projeto” (faz sentido, de novo, certo?).

Pegue agora o PMBOK e leia esses pontos aqui destacados. Veja se ficou mais claro. Próximo post vamos continuar no processo de Planejamento,OK?

Bons estudos!

»crosslinked«

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *