Como fazer uma prova discursiva? Parte 2/2

nandopedrosa

Analista de Finanças e Controle - Ministério da Fazenda/Coordenação de Sistemas Graduação: Universidade Federal de Pernambuco Certificações: ITIL Foundation Certified Java Programmer Certified Java Associate Certified Aprovações: Concurso Ano Cargo Posição Organizadora PBGÁS 2007 Analista de Sistemas 1 FCC SERPRO 2008 Administração de TI 1 CESPE COPERGÁS 2008 Analista de Sistemas 1 UPENET INMETRO 2007 Analista de Sistemas 2 CESPE STN 2008 AFC-TI 2 ESAF STJ 2008 Analista Judiciário 3 CESPE TRF-5 2008 Analista Judiciário 5 FCC TRF-5 2008 Técnico Judiciário 5 FCC TCU 2008 ACE-TI 7 CESPE TJ-PE 2007 Analista Judiciário 11 FCC BNDES 2008 Analista de Sistemas 27 CESGRANRIO

You may also like...

8 Responses

  1. Juliana Martins Asevedo disse:

    Estava procurando material para auxiliar a um aluno, minha principal dificuldade foi encontrar exemplos de provas. Muito bom o artigo vou recomentar em minhas aulas.

  2. Fernando disse:

    Rogério, redações técnicas como esta que expliquei no artigo não necessitam de título.

  3. Rogério disse:

    Olá!

    Gostaria de saber sobre o título de suas redações, ele já não conta como uma linha? Não devemos coloca-lo na linha 01? 

  4. Marcio disse:

    Gostaria de saber qual a média de nota que a cespe costuma dar em média para candidatos com conteúdo, pelo menos em média, você sabe de alguem que teve alguma nota da banca da cespe, desde já obrigado!!!

  5. Janaina Schussler disse:

    Parabéns pelos seus textos sobre questões discursivas!
    Terei que fazê-las no meu próximo concurso e todas as dicas são bem-vindas!

  6. Beatriz disse:

    Excelente artigo, continue postando sobre as questões discurssivas!! Temos pouco material sobre o assunto.
     

  1. março 26, 2010

    […] boa dica é dar uma lida neste artigo publicado pelo Nando Pedrosa, no site do Walter Cunha: http://waltercunha.com/blog/index.php/2009/10/03/como-fazer-uma-prova-discursiva-parte-22/ . Ele ensina como fazer uma prova discursiva, além de trazer junto o melhor estudo de caso já […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *