PERIGOS da Ritalina – Não caiam nessa!

Walter Cunha

O professor Walter Cunha é pós-graduado em Gerência de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Engenheiro Eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA).

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Ostao disse:

    Tenho usado a Ritalina e não vejo nenhum problema… acho que depende de pessoa pra pessoa… alias, sou hiper ativo, e tenho uma sonolência gigante…. sem a Ritalina jamais alcançaria o que tenho alcançado…

  2. cristal disse:

    mano num caia nessa naum droga da inteligência naum existe a rialina acabou com a minha vida hj sou debi mental internado numa clinica psiquiátrica com exquisofrenia psicótica eles falam que naum vicia me responda como eu era intelectual todos me adoravam e hj sou um lixo

  3. ALLAN disse:

    Realmente o que o André desse é verdade, mas em partes eu descordo dele, Ritalina para quem estuda é um remédio milagroso, mas seu efeito é passageiro, dura  + / – 3:oo primeiras horas após ingerir o comprimido.
    Ela da sim insônia, mas a finalidade não é estudar? a Ritalina te deixa com disposição e tira o sono, ideial para quem estuda, no meu caso que trabalho e estudo a noite é ótimo!
    Ritalina faz efeito em todos, independente de quem seja, msa o unico efeito colateral que apareceu em mim é que altera minha forma de relacionar-se com as pessoas, realmente conforme dito o André, ela deixa a pessoa mais série e quieta e no meu caso ainda me deixou com o sistema nervoso muito alterado, me irritando com qualquer coisa e com todos.
     

  4. ANDRÉ disse:

    Eu usei Ritalina por 1 ano só para estudar para concursos públicos. Embora eu não apresentasse os sintomas de déficit de atenção, conseguia com uma amiga médica a prescrição do remédio. FOI A PIOR COISA QUE FIZ EM MINHA VIDA! Os efeitos foram devastadores… Eu, que sempre fui muito responsável, sempre fui ótimo aluno e filho, pesquisei demais antes de usar a droga. Eu lia e relia em estudos americanos e europeus sobre os efeitos negativos da Ritalina em quem não precisava da droga mas preferi ir na onda dos amigos que estudavam para concursos que diziam “estarem ávidos para usar a droga o mais rápido possível”. Após o uso, passei a ter insônia crônica por 4 meses, cansaço, me sentia um zumbi! O estudo não melhorou em nada. Eu notei apenas que ficava mais calado, mais sério, não fazia brincadeiras habituais e só. Para controlar a insônia, o médico me receitou Rohypnol. Bati o carro pois perdi a noção de espaço e velocidade! Depois dessa tragédia, assimilei que RITALINA NÃO FAZ EFEITO POSITIVO NENHUM EM QUEM NÃO TEM TDAH, exatamente o que diziam os estudos mais sérios. O psicólogo que me trata hoje (pra tentar arrumar o estrago) me disse que o meu caso é mais comum do que eu imaginava. Os relatos são os mesmo, sempre, segundo ele. Ah, e quem não tem TDAH e usa a droga dizendo que faz efeito, é só um placebo ou então está mentindo. Quem não tem problemas de concentração, NÃO PRECISA DESSA DROGA PARA SE CONCENTRAR MAIS! NÃO FICA SUPERPODEROSO. É LENDA CONTADA POR GENTE MUITO IRRESPONSÁVEL. RITALINA É UM REMÉDIO MUITO SÉRIO. Espero ter ajudado.

    • Rosa Maria disse:

      Eu ja tive um efeito positivo…acho que é relativo o uso, fiz todos os exames que meu médico mandou e, foi constatado o meu défit de atenção…eu me dou bem com ele e, quando não tomo a única coisa que sinto é meu humor um pouco alterado…mas ai é a hora vc vc parar pra vc mesmo e se auto controlar…=)

      • Cristina F Santos disse:

        Olá Rosa Maria, concordo com você quando disse que o uso da Ritalina é relativo. Estou  tomando, e continuo sonolenta durante o dia, durante a noite durmo sem interrupções., ou seja, vai do organismo.

    • Amelie disse:

      Eu não tenho TDAH e tive efeitos positivos com a medicação. A concentração e a disposição em estudar é imensa! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *