Prova Discursiva do MPU – Cargo 26: Analista de Informática/Perito

No último sábado, eu fiz a prova do Ministério Público da União (MPU), para o cargo 26, analista de informática/perito. No geral, foi uma prova bastante previsível. A exceção ficou por conta da proposta de dissertação, a qual, eu, particularmente, achei que seria mais pertinente para o cargo de desenvolvimento de sistemas. Segue o cenário presente na questão discursiva:

Determinada empresa, visando melhorar o atendimento dos requisitos de seu negócio, decidiu definir uma nova arquitetura de desenvolvimento de software, embasada na plataforma J2EE. Essa arquitetura deve ser dividida em camadas, com suas respectivas tecnologias, e as aplicações a serem construídas devem ser independentes de banco de dados e se beneficiar de componentes reutilizáveis.

Com base na situação hipotética descrita, redija um texto dissertativo acerca de uma implementação CRUD (create, retrieve, update and delete). No seu texto, aborde, necessariamente, os seguintes aspectos:

  • Camadas de arquitetura proposta, sendo que estas devem ser independentes: a lógica de negócio da aplicação, a interface do usuário, a parte que delega responsabilidades e a persistência dos dados;
  • Tecnologias necessárias para cada camada da arquitetura, indicando exemplos e conceitos;
  • Aplicação CRUD, descrevendo a sua implementação, na arquitetura proposta.

No mais, a prova de analista de informática/perito, foi bastante tranquila.  A partir da liberação do gabarito preliminar passarei a postar algumas questões comentadas, desta prova, aqui.

Grande abraço a todos!

»crosslinked«

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *