TCU2010 – semi-Depoimento: Lauro César Araujo

Quer saber mais? O Lauro está respondendo perguntas em: http://bit.ly/95HVrs

Meus caros companheiros e companheiras de luta

Alguns amigos pediram que eu escrevesse um depoimento sobre minha aprovação no concurso do TCU2010.

No entanto, não escreverei, ainda, um depoimento no sentido próprio da palavra. Deixarei apenas a grande dica que mudou o rumo da minha história em concursos. Trata-se de uma dica da minha queria mãezinha:

Antes e principalmente depois de cada resultado que não trazia meu nome, ela sempre me dizia:
“Fica calmo filho. Ocê só precisa ficar calmo.”

Ficar tranquilo e calmo foi tudo o que fiz nesta última prova. O resto, ou seja, a outra metade do esforço (no meu caso), eu já havia feito nos estudos diários.

Então, gostaria de deixar a dica de outro: estudar é importante e você deve fazê-lo na melhor maneira possível. Mas ficar tranquilo e de cabeça fria na hora da prova é essencial. De outra maneira, você não é capaz de ver a lógica, os pegas, o sentido…

Sobre essa tal “melhor maneira possível”, é preciso descobrir em cada caso. No meu, não gosto de cursinhos nem de estudos em grupo. Mas nem por isso não tive professores. Todos eles são amigos de caminhada. Uns já foram aprovados, outros ainda serão. Durante as provas, procuro lembrar as 10 principais lições que aprendi com eles:

1 – “Fique calmo.”
2 – “Dentre uma lista de opções, a mais simples é a mais provável.”
3 – “Vá tranquilo.”
4 – “Há uma lógica em cada questão.”
5 – “Sem pressa.”
6 – “Chega uma hora, que de tanto estudar, as questões esquisitas realmente estão erradas”
7 – “Não se esqueça de ficar calmo”;
8 – “Se não há um forte motivo para estar errada, a questão provavelmente está certa”;
9 – “A prova foi feita por uma pessoa. Pense como ele pensou”;
10 – “Lembre-se da praia [e do queijo]” (coisa de mineiro);

E, claro, há outra dica, muito importante: continue estudando. Todos os dias. Sempre. De tal forma que faça parte do seu dia-a-dia, sem atrapalhar a vida. Procure aprender com tudo, não só com livros e apostilas. Procure aplicar tudo o que aprende, seja dando aulas, seja em um mestrado, seja no trabalho, seja no bloco de notas… o importante é relacionar os estudos com o mundo real. Na prova você lembrará do mundo, não do livro.

Um forte abraço a todos!

Lauro César Araujo

»crosslinked«

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *