Dica a um Concurseiro de TI Iniciante…

Se pudesse deixar apenas uma dica, eu diria que você estude primeiro e acompanhe o trabalho dos órgãos/entidades. Descubra o que elas fazem, se se encaixa no seu perfil, se você vai sentir orgulho de fazer (ou contribuir para) aquilo, o que você vai fazer lá como ATI, e, por último mas não menos importante, onde você vai ter que morar.

Isso vai evitar de você passar de dois a quatro anos estudando e depois
que “conseguir”, descobrir que não era nada daquilo que você queria para sua vida. Vai virar um profissional medíocre, que reclama de tudo, eternamente insatisfeito, e que acha que as suas mazelas são culpa do mundo ou do órgão/entidade, o qual te “escravizou”. Não vai lembrar mais que VOCÊ é que entrou lá voluntariamente, ou melhor, ralou para caramba para entrar lá e se quiser pode ir embora a qualquer momento.

Para mim, hoje, sem sombra de dúvida, o maior problema dos concurseiros é o “Autismo”. O cara, quando concursando, cria um mundo mágico, no qual ele vai continuar morando na praia, trabalhando exatamente no que ele gosta de fazer e ganhando muito mais do que ele ganha hoje e, tudo isso, imediatamente após tomar posse.

Sonho meu…”

[]´s

WC

»crosslinked«

Walter Cunha

O professor Walter Cunha é pós-graduado em Gerência de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Engenheiro Eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA).

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. marcelo disse:

    Muito bom o seu ponto de vista, mas para ter acesso a alguns detalhes a mais sobre a carreira, alem daqueles que aparecem no edital, recorremos a que ou aonde para tomar conhecimento ? Se pudesse completar o artigo escrevendo isso creio que ajudaria legal a galera. Valeu Grande Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *