BNDES: COBIT 4.0 x 4.1

Olá pessoal!

Como prometido, estou de volta para mais um post no blog, dessa vez para falar sobre uma dúvida que muitos alunos tiveram sobre a versão do COBIT que será cobrada na prova do BNDES/2011. Para quem ainda não sabe, está sendo cobrada a versão 4.0 do modelo, que já é um pouco antiga em relação à versão 4.1 (atual).

Felizmente, como vocês poderão ler abaixo, não há grandes mudanças de uma versão para a outra. Vejamos o que respondi para uma aluna recentemente:

Oi <<fulana>>, tudo bem!

Estranho o BNDES cobrar a versão 4.0 do COBIT, não é? Afinal de contas, é uma versão já antiga, dos idos de 2007. De qualquer forma, não há muito com o que se preocupar, pois não houve nenhuma mudança estrutural grande. Apenas alguns objetivos de controle  detalhados foram agrupados em outros, e alguns esclarecimentos textuais foram realizados, além de mudanças essencialmente  explicativas ou de organização.
Veja o que o próprio PDF do COBIT 4.1 nos mostra como mudanças em relação à versão 4.0:

As principais alterações ocorridas no modelo CobiT como resultado da atualização do CobiT 4.0 foram as seguintes:

· O domínio M tornou-se ME para Monitoramento e Avaliação.
· M3 e M4 eram processos de auditoria e não de TI. Eles foram removidos pois eram adequadamente cobertos por outros padrões de auditoria de TI, embora referências foram fornecidas no modelo atualizado para destacar a necessidade de gerenciamento e uso de funções de avaliações.
· ME3 é o processo relacionado a supervisão regulatória, o que antes era coberto pelo PO8.
· ME4 cobre o processo de supervisão da governança de TI, mantendo o propósito do CobiT como metodologia de governança de TI. Por posicionar este processo como o último na cadeia, enfatiza-se o suporte que cada processo prévio fornece para o objetivo final de implementar uma efetiva governança de TI para a organização.
· Com a remoção do PO8 e a necessidade de manter a numeração para o PO9 Avaliação de riscos e o PO10 Gerenciar projetos consistentes com o CobiT 3, o PO8 tornou-se Gerenciar a qualidade (antigo processo PO11). O domínio PO agora tem 10 processos e não 11.
· O domínio AI exigiu duas alterações: a adição de um processo de aquisição e a necessidade de incluir no AI5 os aspectos de gerenciamento de releases. Nesta última alteração, concluiu-se que esse deveria ser o último processo do domínio AI, o qual se o AI7. O espaço que sobrou no AI5 foi usado para adicionar o novo processo de aquisição. O domínio AI agora tem sete processos ao invés de seis.

Isso acima resume bem o que aconteceu em termos de PRINCIPAIS mudanças. 

Mas, se você quiser mais detalhes, continue lendo…

O CobiT 4.1 é uma atualização incremental do CobiT 4.0 e inclui:
· Uma visão executiva aprimorada
· Explanação dos objetivos e métricas na seção de definição do método
· Melhores definições dos conceitos-chaves. É importante mencionar que a definição de objetivo de controle mudou por se tornar mais uma definição de uma prática de gerenciamento.
· Objetivos de controle aprimorados como resultado de práticas de controles atualizadas e da atividade de desenvolvimento do Val IT.
Alguns objetivos de controles foram agrupados e /ou reformulados para evitar a sobreposição e tornar a lista de objetivos de controles um processo mais consistente. Essas alterações resultaram na renumeração dos objetivos de controle restantes. Alguns objetivos de controle foram reformulados para torná-los mais orientados para ação e consistente nas palavras. As revisões incluem:
· AI5.5 e AI5.6 foram combinados com o AI5.4
· AI7.9, AI7.10 e AI7.11 foram combinados com o AI7.8
· ME3 foi revisado para incluir conformidade com requisitos contratuais, além de requisitos legais e regulatórios
· Os controles de aplicativos foram retrabalhados para serem mais efetivos, baseados no trabalho para suportar a efetividade na avaliação e relatórios de controles. Isto resultou em uma lista de seis controles de aplicativos que substituíram os 18 controles de aplicativos do CobiT 4.0, com detalhes adicionais providos no CobiT Control Practices, 2nd Edition.
· A lista de objetivos de negócios e de TI no apêndice I foi aprimorada a partir dos novos entendimentos obtidos durante a pesquisa de validação executada pela University of Antwerp Management School (Bélgica).
· O material destacável foi expandido para prover uma lista de referência rápida dos processos CobiT e o diagrama geral contendo os domínios foi revisado para incluir uma referência aos elementos de controle de processos e aplicativos da metodologia CobiT.
· Melhorias identificadas por usuários CobiT (CobiT 4.0 e CobiT Online) foram revisadas e incorporadas quando apropriado.

É basicamente isso, ou seja, se você estudou bem o COBIT 4.1 (versão mais atual), não deverá ter problemas com a versão 4.0 que está sendo cobrada no BNDES, até porque as questões não costumam entrar neste nível de detalhe, cobrando apenas os “grandes” conceitos (que não mudaram de uma versão para a outra).

Já a versão 5.0, que está em desenvolvimento (veja o draft aqui), trará mudanças bem significativas, mas isso é problema para o futuro…

Bons estudos!

Um abraço,

Fernando Pedrosa
Materiais – Vídeo Aulas e Questões Comentadas

Analista de Finanças e Controle – Secretaria do Tesouro Nacional/Ministério da Fazenda
Certified: ScrumMaster – ITILCOBITRUPUMLJava Programmer/Associate  – ISO 27002

»crosslinked«

nandopedrosa

Analista de Finanças e Controle - Ministério da Fazenda/Coordenação de Sistemas Graduação: Universidade Federal de Pernambuco Certificações: ITIL Foundation Certified Java Programmer Certified Java Associate Certified Aprovações: Concurso Ano Cargo Posição Organizadora PBGÁS 2007 Analista de Sistemas 1 FCC SERPRO 2008 Administração de TI 1 CESPE COPERGÁS 2008 Analista de Sistemas 1 UPENET INMETRO 2007 Analista de Sistemas 2 CESPE STN 2008 AFC-TI 2 ESAF STJ 2008 Analista Judiciário 3 CESPE TRF-5 2008 Analista Judiciário 5 FCC TRF-5 2008 Técnico Judiciário 5 FCC TCU 2008 ACE-TI 7 CESPE TJ-PE 2007 Analista Judiciário 11 FCC BNDES 2008 Analista de Sistemas 27 CESGRANRIO

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *