Entrei na CGU (Depoimento)!!!

Fonte: http://br.groups.yahoo.com/group/timasters/message/182712

Vivas!

Pessoal, acabei de aposentar a caneta preta por uns tempos! Hoje tomei
posse e entrei em exercício na CGU como AFC, área geral!

Em 2009, eu era um estudante de mestrado no CIN-UFPE, dava aula na UFRPE
como professor substituto e como tutor a distância, trabalhava em uma
prefeitura (20h semanais) e como professor do Estado (16h semanais). Ou
seja, tava ferrado, mal pago e sem tempo para respirar… Daí eu tive uma
brilhante ideia: vou passar num concurso decente!

Aí abriu um tal de “Analista em TI – ATI” do MPOG para ganhar 6000 em
Brasília e com 230 vagas… Estudei 2 meses (dormindo 5-6h por dia + fim de
semana) e passei (não em pergunte como). Larguei tudo, inclusive o
mestrado, e vim morar na capital federal em 22/04/10.

De ATI até CGU fiz 16 concursos em 2 anos e 8 meses (generalista total :P),
que eu posso dividir em fases:

1ª fase: ainda em Recife
Vi que o negócio de estudar pra concurso era bom, me dediquei pra caramba,
mas não tinha acesso a bons materiais e ainda tava descobrindo a timasters.
Foram 5 reprovações sem direito a esperança 😛
BNDES 2009 CESGRANRIO nov/09
IBGE 2009 CESGRANRIO jan/10
MPOG 2009 ESAF fev/10
DNPM 2009 MOVENS mar/10
SUSEP 2010 ESAF abr/10

2ª fase
Cheguei em Brasília, conheci o maravilhoso mundo dos materiais para
concursos, mas diminui bastante o ritmo… Tava me adaptando a nova cidade,
tava adorando meu trabalho como ATI, mas tava assustado com as contas pra
pagar 😛 Fiz mais alguns concursos:

TCU 2010 CESPE ago/10
MPU 2010 CESPE set/10
FIOCRUZ 2010 FGV out/10
INMETRO 2010 CESPE dez/10
PREVIC 2011 CESPE jan/11
PGDF 2011 IADES mar/11
PETROBRAS 2011 CESGRANRIO ago/11
TCU 2011 CESPE out/11
BNDES 2011 CESGRANRIO nov/11

Fiquei em 8º na PREVIC, 6º no INMETRO e 22º na PGDF, mas ninguem me
chamou… 😛 O resto foi só fumo…

3ª fase
Chegou 2012, as promessas de carreira para o cargo de ATI foram extintas,
as contas aumentaram e resolvi estudar sério. Fiz um cursinho do itnerante
para o TSE e conheci os professores gente da gente, especialmente dois
caras 100%: o Rogerão e o Pedrosa. Virei fã da galera! Os estudos se
intensificaram, tirei 30 dias de ferias pro Senado e estudava das 20h as 2h
quase todo dia e no fim de semana estudava mais ainda. Daí a FGV cancelou a
primeira prova que eu tava bem e na segunda prova fiquei fora…

Mais dois concursos pra coleção:
TSE 2012 CONSULPLAN fev/12
SENADO 2012 FGV abr/12

Daí veio a CGU e a aprovação. A primeira novidade foi que descobri que sou
PNE (segundo a lei). Tenho uma pequena mal formação congênita nos pés (que
não se percebe com sapato, mas que dói um pouco pra caminhar). Fui no Sarah
(hospital de Brasília especialista no tema) e ganhei um laudo! Relaxei
total pro concurso, estudei apenas a parte específica de auditoria, mas
super tranquilo (segunda novidade, pois normalmente dava a agonia quando se
aproximava da prova e eu sabia que não sabia tudo o que precisava saber). A
terceira novidade foi que a CGU inovou e fez um edital para a área geral,
que incluía, nos conhecimentos específicos, auditoria de ti (com
governança) e banco de dados, o que derrubou metade da concorrência que
correu para outros cargos sem TI no edital.

Resultado, passei em 71º, dentro das vagas, sem precisar da arma secreta
(PNE) 😛

A Timasters teve papel fundamental, nas resoluções de exercício, no apoio
do pessoal, na manutenção da motivação em alta (afinal aqui a fila anda
mais rápido), nos materiais free disponibilizados pelo pessoal, nas dicas e
materiais preparados pelos professores da lista… Valeu Timasters!

O e-mail tá ficando grande, mas quem chegou até aqui merece ler a melhor
parte do depoimento, as dicas de estudo (muitas de conhecimento comum para
os experientes na lista, mas que podem ajudar os novatos a se guiarem),
que, para mim, foram mais relevantes nesta caminhada:

1. 70% dos assuntos se repetem ao longo dos concursos, daí focar num único
concurso talvez não seja a melhor solução.
2. Conhecimentos básicos e redação aprovam (ou não). Deixá-los para segundo
plano é indicativo de reprovação.
3. Responder questões da banca mostram ao candidato o que esperar. Quanto
mais questões, melhor!
4. Diversificar os métodos de estudo: material bizurado dos professores
(ppts, pdfs), os “honeypots” free da internet que aparecem na Timasters,
videoaulas, resolução de questões, aulas presenciais, resumos de livros,
decoreba (anki e mnemônicos), mapas mentais.
5. Aumentar progressivamente e agressivamente a quantidade de HBC.
6. Estudar por ciclos (basicamente alternar as matérias, focando nas de
maior dificuldades).

E fica uma certeza, a aprovação. Não tem essa de que o cara não é capaz ou
é muito difícil. Estudar implica em melhoria contínua. Acabou a fila, vc
entra!

Valeu! 🙂

Em breve um post onde estarei vendendo alguns livros de TI 😀

*Vitor Alexandre Kessler de Almeida*
Analista de Finanças e Controle
*Controladoria-Geral da União*
*http://lattes.cnpq.br/2762332359819789*

»crosslinked«

Você pode gostar...

5 Resultados

  1. Valter Henrique disse:

    Parabéns Vitor! Felicidades e sucesso cara!

  2. Thiago disse:

    Fico muito feliz quando vejo algo desse tipo. Um dia eu vou poder escrever minha historio aqui, para todos. Sucesso em sua carreira!

  3. Diego Fernandes disse:

    Parabéns pelo sucesso em sua carreira profissional, ler o seu post traz motivação para continuar estudando.

    • Mariana Carneiro disse:

      Q bom ler mais um caso de sucesso, quem tá na batalha se alimenta disso, tenha certeza!… É super importante parar e fazer uma retrospectiva e um histórico das nossas cabeçadas. Só assim a gente consegue ver o que contribuiu de fato para a nossa evolução. Eu quis muito fazer esse concurso da CGU, vi que essa parte específica da TI na área Geral iria derrubar muita gente e favorecer o pessoal da TI. Mas lembro que a grana tava curta D+ pra eu me deslocar pra fazer a prova, fiquei contrariada, mas é tocar pra frente!

      Estudar pra valer, como vc mesmo disse: “Aumentar progressivamente e agressivamente a quantidade de HBC”… é realmente um processo de melhoria contínua.

      E só a real necessidade faz a gente tentar superar todos os empecilhos e batalhar pela linha de chegada!

      Tudo de Bom! Parabéns!

    • Mariana Carneiro disse:

      Q bom ler mais um caso de sucesso, quem tá na batalha se alimenta disso, tenha certeza!… É super importante parar e fazer uma retrospectiva e um histórico das nossas cabeçadas. Só assim a gente consegue ver o que contribuiu de fato para a nossa evolução. Eu quis muito fazer esse concurso da CGU, vi que essa parte específica da TI na área Geral iria derrubar muita gente e favorecer o pessoal da TI. Mas lembro que a grana tava curta D+ pra eu me deslocar pra fazer a prova, fiquei contrariada, mas é tocar pra frente!

      Estudar pra valer, como vc mesmo disse: “Aumentar progressivamente e agressivamente a quantidade de HBC”… é realmente um processo de melhoria contínua.

      E só a real necessidade faz a gente tentar superar todos os empecilhos e batalhar pela linha de chegada!

      Tudo de Bom! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *