2 Resultados

  1. Rodrigo disse:

    A tradução da sexta edição do livro do Navathe, sim, eu recomendo a todos. Esta nova edição de 2011 está realmente ótima. O trabalho de revisão feito pela nova equipe de tradutores está de parabéns. Eles são professores doutores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Tecnologias da Informação da Universidade Federal de Itajubá, em Minas Gerais.
    Agora, Elmasri e Navathe incluíram novos capítulos sobre PHP, OLAP, segurança, etc. Enfim, está bem atualizado e, principalmente, BEM TRADUZIDO!
    A tradução da quarta edição de 2005, a meu ver, estava malfeita, apesar de ser até compreensível. A sensação que eu tenho é de que a equipe de tradutores da quarta edição não pertencia à área de TI, como é o caso da nova edição. Algo que me incomodou muito na quarta edição é que não houve nenhuma preocupação em adaptar os exemplos à realidade brasileira. Eles não trocaram o nome do campo SSN, dos EUA, por CPF, do Brasil. Além disso, o capítulo 2, sobre SGBD, estava muito confuso. Parecia uma tradução ao pé da letra, bem desleixada mesmo.
    O grande problema da maioria dos livros de computação traduzidos para o português é que a equipe responsável não está ligada à área de TI, não conhece os jargões utilizados na área. O livro do Cormen, por exemplo, “Algorithms”, possui uma das piores traduções para o português. Traduzir “overflow” para “estouramento para baixo” é subestimar a inteligência dos leitores.
    Mas, na sexta edição do Navathe de 2011, felizmente, o trabalho de tradução foi mais competente.

    »crosslinked«

  2. Samuel Lima disse:

    O livro do Navathe é sem dúvida o melhor do segmento: um livro completo, aborda quase todos os assuntos, mas tem uma linguagem que você precisa se acostumar, porque não é tão trivial. No mais, é referência no assunto e ajuda bastante nos concursos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *